Diving Science::The Book

Fala galera, blzzz ?
Desculpem a falta de atualizações no blog, porém estou numa correria danada no trampo. A notícia boa da semana é que comprei o meu computador de mergulho o Aeris Manta por $299 na Leasure Pro em NY.

Vou falar o porque da minha escolha sobre o computador num próximo post.

Nesse posto quero falar sobre outra compra que fiz, que é o livro Diving Science.
Estou organizando outros posts importantes para vir ao blog e assim que estiver com tudo em cima posto para todos vocês.
Um grande abraço e continue, visitando as outras matérias…

Esta semana comprei através da Amazon um livro sensacional para quem esta seguindo carreira no mergulho.

O livro se chama Diving Science dos autores Michael B. Strauss e Igor V. Aksenov, ambos mergulhadores e especialistas em medicina e fisiologia do mergulho.

O livro Prepara você para cada aventura submarina e seus desafios. O objetivo principal é ajuda você a antecipar, reconhecer e responder aos sinais físicos, fisiológicos e psicológicos encontrados no mergulho. Escrito por dois especialistas em fisiologia do mergulho e da medicina, esse recurso global irá ajudá-lo a gerenciar cada etapa de um mergulho, com mais segurança e com êxito. Quer você esteja na superfície ou no fundo, na descida ou subida, você saberá exatamente o que fazer e quando fazê-lo. Com informações sobre tudo, desde as manobras dos gases a primeiras respostas e intervenções para problemas médicos.

Para conhecer um pouco mais sobre o livro, visite o link na amazon.

Ou se você preferir dar uma olhada dentro do livro, visite este link.

Grande Abraço a todos, até+

10 mitos sobre o mergulho.

Obrigado por todos que participaram com opiniões sobre a Red&Black TV para mergulhadores.
Você ainda pode ajudar…Leia o tópico anterior a este.
Obrigado e grande abraço.
10 Mitos sobre o mergulho.

Mito: Mergulho, aquele esporte sem emoção que é coisa de avô.

Verdade: Se você acha que não mergulho não é ou não pode ser um esporte de ação, cuidado, respeito é bom e conserva o seu ar.
Claro, muita gente nunca vai além de águas tranqüilas e de peixes que vem brincar com o cordão do seu shorts enquanto você faz um snorkel bem tranqüilo. Mas se você for mais além e conquistar suas carteirinhas de mergulho, algo como Mergulhador de Naufrágio, Mergulhador de resgate e etc, você poderá tornar o mergulho um esporte muito radical. Tente mergulhar em águas com correntezas e experimente a emoção de saltar com o barco em movimento no exato momento que o comandante mandar e se você bobiar e passar do ponto, adeus mergulho. Precisa de mais? Mergulhe e vá alimentar os tubarões, explore uma caverna, faça mergulho profundo em alguma plataforma de petróleo, mergulho no interior de um naufrágio da segunda guerra e esteja frente a frente da história, nade abaixo das camadas de gelo da Antártida e etc..
Estas são apenas algumas das experiências que mergulhadores e somente mergulhadores podem ter. Mas você precisa construir todas essas possibilidades, estude, façam os cursos, mergulhe e obtenha experiência para aproveitar tudo o que o mergulho oferece.

Mito: Mergulho é só para as pessoas que vivem nos trópicos
 
Verdade: Com certeza para quem mora na praia ou perto dela o mergulho é algo muito bacana. Porém não é reservado somente a essas pessoas.

 

Por conta disso temos no mundo todo mergulhos que são espetaculares mesmo em lagos ou grandes represas.

Aqui no Brasil temos mergulhos fantásticos em Bonito, por exemplo.

Com certeza mergulho não é questão de morar perto da praia, é questão de procurar informações sobre o local onde você mora, para tanto procure o dive-center mais próximo de sua casa, com certeza eles vão informar sobre os pontos de mergulho mais próximos.
Mito: Existem tubarões no oceano que comem mergulhadores. Vi isso em um filme.
 
Verdade: Não diga, viu em Hollywood?
Os registros sobre tubarões vs mergulhadores é bastante pequeno: Tubarões simplesmente não têm como hábito comer mergulhadores e nem carne humana em geral. Exceto em determinadas condições e ambientes, nem sequer nos atacam ou coisa do tipo. Vamos olhar isto a partir de do ponto de vista de tubarão. Você esta nadando tranquilamente atrás de uma tartaruga para comer, sua visão não é muito boa e você, um tubarão, esta na área de arrebentação aonde a água é muito turva e por isso de baixa visibilidade, você olha para o alto e assim enxerga algo meio estranho, com duas patas, o casco no meio e outros duas patas um pouco menores, você não pensa duas vezes e ZAZZZZ, num ataque rápido morde para poder reconhecer aquilo. O gosto é horrível, nada parecido com o que você come e é carne humana.

E é por isso que surfistas sofrem ataques de tubarões e mergulhadores não, além de parecer uma tartaruga para o tutu, surfistas estão em uma região aonde a água é geralmente turva o que atrapalha o tubarão que já enxerga mal por natureza. Vendo-se nesta situação ele costuma a mandar uma mordida de reconhecimento, apenas para saber se aquilo trata-se de alimento para ele, o resto você já sabe, uma mordida de um tubarão se não matar na hora vai ocasionar um briga entre as duas feras, tudo por que quem leva a mordida com certeza vai revidar o ataque para se proteger e nessa o tubarão acha que esta sendo atacado e então a coisa se complica.
Mergulhadores geralmente estão em águas claras, calmas, quando o tubarão vê aquela figura cheia de trololós que ficam pendurados e brilham no escuro ele somente da meia volta e vai embora, dificilmente vai atacar alguém somente por atacar. Como disse um professor meu em uma aula, o único animal que ataca e machuca outra coisa por prazer esta dentro desta sala de aula.

Por isso, nunca deixe de mergulhar e de conhecer essas criaturas com sua beleza e majestade de perto. Hoje em dia, diversos lugares fazem encontros entre tubarões e mergulhadores, claro que isso feito com um enorme cuidado, a Austrália é um desses lugares, aonde você pode inclusive alimentar os bichos com as mãos. Só assim mesmo para compreender e entender esses enormes e espetaculares animais.
 
Ainda não convencido? Deixe-me dar-lhe alguma coisa para preocupar-se: O seu cachorro. Sim, por trás desses inocentes olhos existe também um coração de predador sangue frio que é estatisticamente muito mais perigoso do que qualquer tubarão. De acordo com registros de diversas salas de emergência ao redor dos EUA, “o melhor amigo do homem” matou 27 pessoas e feriu ou mutilou 4,7 milhões de pessoas em 2005, enquanto os tubarões segundo o International Shark Attack File, atacaram fatalmente apenas quatro pessoas em todo o mundo no mesmo Período de, num total de 58 incidentes registrados. Com base nessas chances, você está mais seguro dentro da água no oceano do que saindo para correr na rua.

Mito: Eu tenho que comprar uma tonelada equipamentos para mergulhar.
 
Verdade: Você precisa de três itens básicos para começar as aulas – uma máscara, um snorkel e um par de nadadeiras. Estes são itens pessoais e que necessitam de um bom encaixe para você é o que vale comprar no principio. O resto você pode alugar no seu dive center.

 

Ou comprar ao decorrer do tempo caso você que se tornar, digamos, mais “pro” no mergulho.
Para inicio imediato, apenas para curtir umas férias, os materiais acima são os necessários.
Mito: Você tem de ser um nadador olímpico para ser mergulhador. 

Verdade: Claro, ser um bom nadador faria você sentir-se mais seguro e tranqüilo na água, tanto pelo psicológico quanto pela forma física, porém é necessário somente uma mínima condição física, caso você seja sedentário total, vale a idéia passar no médico e fazer alguns exames de praxe para sua própria segurança.

Mergulho é uma atividade desportiva e quanto melhor sua forma, melhor o seu desempenho, porém qualquer indivíduo saudável com, pelo menos, um nível médio pode fazê-lo. Este mito é, provavelmente, alimentado pelo fato de que há um teste de natação em determinados cursos de mergulho. Você precisa ter a resistência a nadar cerca de 200 metros sem parar, mas não há um limite de tempo e não é uma corrida. O instrutor também precisa saber que você tem habilidades básicas na água e que você sente-se confortável com o rosto abaixo dela.
É isso aí. E quando você considerar que existem mergulhadores idade de oito a 80 anos que passaram neste teste de aptidão física, vai entender que mergulho é para todos.
Claro que sair do sofá e ir para uma academia se cuidar não é exigência do mergulho, mas mesmo assim faça, não somente para mergulhar mas também para cuidar do seu corpo e de sua vida.

Mito: Mergulho é um esporte machista, não é do sexo feminino.
Nem cabe comentários em algo assim…

 

MULHERADA, GO DIVE !!
Mito: A certificação é cara.

Verdade: Poxa, vamos a uma conta fácil.
Você deseja ir jantar com sua namorada.
O jantar deve ficar na casa dos R$100,00
Depois, decidem pega um cineminha.
O cinema para os dois deve ficar na faixa de R$40,00.
Mais as pipocas para os dois R$25,00.
Assistem o filme e então temos mais R$20,00 do estacionamento e mas X pelo combustível.
Fora se alguns amigos ligarem para vocês e marcarem de pegar um barzinho ou uma balada.
Amigo, você já tem um fim de semana de mergulho pago.
Não precisa ir para Cancun ou Bahamas, vá para Ilha Bela, Parati e tantos outro lugares próximos de sampa ou da cidade aonde você mora.
Além de ser um programa diferente, com certeza vai ser mais bacana do que passar o fim de semana em balada e barzinho, não que eu esteja criticando, mas variar as vezes cai bem pra caramba.

Mito: Eu tenho problemas médicos, não posso mergulhar.
Verdade: Por que não obter uma segunda opinião?
Médicos são extremamente cautelosos, procure sempre uma segunda opinião, não somente de médicos, mas também de médicos que sejam mergulhadores. Aonde encontrar esse tipo? Fácil, na DAN – DIVERS ALERT NETWORK – www.dan.org

Fale com especialistas sobre os seus problemas e eles vão ajudar você no que for preciso.

Mito: Snorkeling é tão bom quanto o mergulho
 
Verdade: Não me interpretem mal. Gosto de snorkel – flutuando sobre a superfície, calmo, tranqüilo.
Mas se você gosta de ação, afunde com seu equipamento.
Snorkeling é como ver uma partida de futebol do dirigível da Goodyear.
O legal é estar lá embaixo, viver aquelas coisas todas, curtir poder ficar mais tempo lá embaixo aproveitando toda aquela natureza.
Enquanto a galera esta olhando lá de cima, você curte tudo bem de perto.
É outro esporte praticamente, outra vida…

 

Conheça e aproveite.
É isso ae galera…
Um grande abraço para todos vocês e bons mergulhos.

 

 

FUMAR X MERGULHAR

Cigarros têm causado advertências por mais de 30 anos. Se você é um clássico fumante do dia a dia, você provavelmente sabe que “fumar provoca “N” problemas do pulmão, doenças do coração, enfisema, e pode complicar a gravidez” Você sabe que não é bom para você. Mas o que você pode não saber como é que é especialmente ruim para o seu mergulho.
Pesquisadores DAN recentemente têm revisto 4350 casos de descompressão e doenças que foram relatadas durante um período de oito anos, comparando a gravidade dos sintomas entre os não fumantes, fumantes leves e fumantes pesados. Eles descobriram que em fumantes pesados existe mais probabilidade de ter problemas graves, em comparação com não fumantes, e ambos os fumantes pesados e leves foram mais susceptíveis de ter sintomas moderados e graves do que não fumantes que tendem a ter casos mais leves do DD. Em resumo, se você é um fumante, você terá mais probabilidade de ter um eventual problema neurológico grave ou casos de dores articulares e problemas na pele.

O X da questão.
Fumar também desencadeia uma cascata de eventos cardiovasculares que são perigosos para você e potencialmente mortal, quando combinado com o stress do mergulho, afirma Fernando Roth MD, um cardiologista e ocasional mergulhador de Pasadena, na Califórnia

O cigarro provoca vaso constrição, um temporário estreitamento dos vasos sanguíneos, e aterosclerose, rigidez e estreitamento permanente que torna a sua pressão arterial um cavalo galopante. Ele também provoca ativação plaquetária (coagulação do sangue), que engrossa o seu sangue, tornando ainda mais difícil a circulação. Por último, a fumaça do cigarro contém monóxido de carbono, que se liga aos seus glóbulos vermelhos, ocupando o espaço que deveria ser ocupado pelo seu organismo que necessita desesperadamente de oxigênio, e já está lutando para obter através de suas artérias. Mergulhe e estará sobrecarregando o coração e colocando-o em uma fria, vá para águas mais profundas estará definido o cenário para um ataque cardíaco. “Eu não ofereço o meu cartão de visita para qualquer mergulhador que fuma, pois ele acabará precisando, se ele sobreviver”, afirma Roth.

A grande troca de gás.
Mesmo que o seu coração sobreviva ao stress do seu tabagismo, seus pulmões não podem. Se você pudesse abrir o seu peito veria dois pares de esponja por dentro que expandem conforme você respira. Esses são os seus pulmões, e sua principal missão é respirar o melhor oxigênio do ar e expulsar o dióxido de carbono dos resíduos a partir dsua celulas. Essa troca acontece nos alvéolos que são essenciais.

“Fumar prejudica os alvéolos, provocando uma pequena janela e assim os  torna grande e com finas paredes, o que reduz a sua capacidade de troca de gases”, explica Paul Davenport, Ph.D., pesquisador pulmonar e professor da Universidade da Flórida em Gainesville . “Depois que alvéolos foram destruídos, você não pode simplesmente criar mais alvéolos. Os pulmões com o tempo vão perdendo eslaticidade e não mais inflam” Este ponto é chamado de enfisema pulmonar, você pode ter e não saber. É aí que reside o perigo.

Com o pulmão e sua estrutura destruída, o ar pode ficar retido nos alvéolos causando distensão e aumentando o risco de barotrauma pulmonar arterial e embolia gasosa, diz o médico DAN Jim Caruso, MD “Tenho visto em fumantes pulmões de forma rígida e danificadas, eu estou espantado que eles ainda sejam capazes de fazer a troca de gás”, diz ele.

O que eleva a discussão da descompressão é: “A ciência do mergulho é construída em torno da troca gasosa, e muito fumo interfere nesta troca”, diz Caruso. Mais concretamente, a fumaça do cigarro contém monóxido de carbono, que, como falei anteriormente, vincula aos seus glóbulos vermelhos por isso eles são menos eficazes em transportar oxigênio para os tecidos do corpo. Os níveis de monóxido de carbono dos fumantes pesados podem ser tão altos, maior que 10 por cento, ou seja, 10 por cento de seu oxigênio é deslocado por monóxido de carbono, comparado a apenas 2 por cento entre os não fumantes. Sem uma saudável troca gasosa, você estará em risco, aumentando a possibilidade de narcose, problema em uma descompressão e dores de cabeça latejante.

 

 


Fumantes produzem mais muco.
A Fumaça do cigarro paralisa o Cílio (poucos cabelos que agem como filtros para limpar a sujeira, poeira e muco de seus seios nasais), o ar que você recebe em suas vias respiratórias é de péssima qualidade. Pior, o tabagismo agrava suas vias respiratórias, por isso o seu corpo produz mais muco do que é normal. A única maneira de limpá-la para fora é a tossindo.
Todo este muco não só torna mais difícil e equalização como aumenta sua susceptibilidade a problemas no ouvido, seios nasais e outros, mas todas aquelas coisas pegajosas na sua via respiratória aumentam a probabilidade de você desenvolver um muco-plug – um bloqueio em seus tubos-broquicos. O gás aprisionado além do bloqueio aumenta ainda mais o risco do fumante romper o pulmão ou desenvolver uma embolia arterial de gás durante a subida, mesmo se você estiver respirando normalmente e continuamente a todo o momento.

Abandonar tabagismo pode ser difícil.
As maiores partes das pessoas tentam sair do hábito cerca de meia dúzia de vezes antes de finalmente parar. A boa notícia é que os novos sistemas de cessação de tabagismo ajudam a sair da nicotina, sem problemas graves.

A substituição Nicotina, sob a forma de patches, goma, spray nasal e ou inaladores podem proporcionar um fluxo constante de nicotina ou de um “sossego” rápido quando seus “problemas de vicio” forem muito intenso. Estudos mostram que esses produtos duplicam suas chances de sucesso na tentativa de para de fumar. Para o teimoso vício, alguns médicos podem igualmente prescrever um remédio chamado Zyban, um anti-tabaco droga que ajuda a dominar a abstinência da nicotina.

Embora não exista nenhum problema relatado, você deve ter cuidado com planejamento mergulhos enquanto atravessar o seu período de abandono. O seu corpo realmente produz mais muco durante a primeira semana ou mais após o seu último cigarro, o seu corpo vai entrar em um processo de overdrive para limpar os restos de muco a mais existente. Então você poderá estar em um risco ainda maior para os problemas descritos acima.

Se você optar por usar um sistema de substituição de nicotina, você ainda pode ter um risco aumentado de um ataque cardíaco ou outro evento cardiovascular, pois, de qualquer forma nicotina provoca vaso constrição. Você deve avaliar o seu risco com o seu médico. Se você precisas de Zyban ou outro remédio e ai vale uma consultado seu médico, é melhor você não mergulhar até que você esteja fora de seu vicio, porque o remédio pode causar tonturas e também aumenta o risco de uma apreensão ou até mesmo perda de consciência, que pode ser desastroso durante um mergulho.

Por fim, você quer ir para seus mergulhos com calma e presença de espírito, e não com problemas de stress por conta da nicotina em excesso ou falta. Se você for corajoso, tente um procedimento para parar de fumar, os sintomas são mais intensos durante as primeiras duas a três semanas depois passam, é como ir academia, nas primeiras semanas, tudo dói, porém depois você sente-se muito melhor. Se você usar a substituição da nicotina com produtos, você provavelmente deve dar um tempo de oito a 12 semanas antes de começar a pensar em voltar ao mergulho. Por isso, permita-se um tempo para sair do hábito e limpar o seu pulmão e ter sua mente calma antes de fazer o seu próximo mergulho. Lembre-se, esse tempo você pode não ter caso continue fumando.
De qualquer modo, visite regularmente o seu médico e fale sempre sobre seus mergulhos e o fumo.

 

Não seja um Cabeção.
Se você fuma e não pode esperar até que você esteja fora do barco para acender, nós lhe pouparemos a palestra médica. Mas, por favor seja compreensivo. Siga estas regras básicas de etiqueta:

Fique no vento. O espaço é um premio na maioria dos barcos de mergulho. Se você for fumar, você deve levar a bronca agora: encontre um local hiper-ventilado no canto do barco, ao ar livre e longe dos outros, tanto quanto possível. Só porque você fuma, não significa que o resto de nós deveria fumar também.

Desfaça-se dos seus cigarros corretamente. Quando estiver terminado de fumar, coloque seus restos em uma lixeira ou leve para casa. De acordo com a Ocean Conservancy, restos de cigarro são um dos tops de sujeira mais comuns em detritos marinhos. Durante 2006 a International Coastal Cleanup e seus voluntários recolheram 1,901,519 deles. Você pode ser parte do problema.

 

 

 

Fonte: DAN – Dive Alert Network

 

 

 

 

 COMENTÁRIOS NO ORKUT:

Vou postar aqui o comentário do amigo Alberto no orkut.
“Um tanto superficial.Recomendo assistir(impossivel, pelo tamanho, por streaming)gratuitamente em DVD/PC,o DAN 2008 Technical Diving conference,q trata sobre o aumento da PCO²,densidade dos gases e sua relação c DD,a própria morte por intoxicação etc.CO² n é monóxido,mas o fumo reduz a superficie de troca gasosa no alvéolo.Num dos painéis é demonstrado q a 30m de profundidade a resistencia ,devido à densidade do gás,dobra,aumentando o trabalho respiratório. ”

Assitam o DVD recomendado pelo nosso amigo, aproveitando ainda que é gratuito.
No dvd vc vai encontrar informações mais profundas e tecnicas sobre os problemas do cigarro no mergulho.
Grande abraço a todos e bons mergulhos

 

 

 

 

 

Cursos: O2 Provider – Nitrox

Cursos realizados até o momento:
Básico
Avançado
EFR
Rescue
Equipamentos
Naufrágio
O2 Provider
Nitrox

Fala galera, blzz ?

Mais um fim de semana de cursos em sampa.
Então vamos lá falar do que interessa.

Neste fim de semana realizei ao lado da minha esposa os cursos de Provedor O2 (PADI e DAN) e Nitrox. Lembrando que os dois cursos são validos para requerer a carteirinha de MSD, se você esta perdido no que estou falando leia o posto anterior a este, logo abaixo.

Cada curso dura somente um dia e não necessita de check-out, apenas algumas horas de instrução em sala de aula e prova, isso é bom para os que estão afim de pegar a carteirinha porém tentando economizar com chek-outs.

No sábado começamos as 9.30 da manhã o curso de Nitrox da Narwhal Moema.
Para quem não sabe, nitrox trata-se de uma combinação de Oxigênio com Nitrogênio que possibilita mais tempo de fundo entre outras vantagens para o mergulhador.
Nitrox é o começo da vida de mergulhador técnico. Embora você ainda não seja considerado um mergulhador técnico, você estará adentrando este mundo, isso porque quando você fizer o curso técnico o primeiro curso vai ser o de Nitrox avançado.
Neste curso você ganha três novas tabelas e um livro para estudar tudo o que aprendeu.
Tudo é relativamente simples, todo planejamento você aprende bem rápido até porque já esta acostumado com o uso de tabelas.
Você tem mais contas para fazer, mas nada assustador, apenas será questão de tempo e prática. E a partir de agora se torna obrigatório o planejamento do seu mergulho, principalmente usando Nitrox.
Por todos estes motivos, recomendo o curso de nitrox com certeza, até porque, se você for ser instrutor, é quase que obrigatório saber usar nitrox e o conceito de mistura de gases.

Provedor de Oxigênio
Este curso é quase uma extensão do EFR.
Basicamente você vai rever importantes conceitos aprendidos no curso de EFR porém focados no uso de oxigênio em caso de um acidente de mergulho.
Aprende diversas técnicas, averiguar se o barco tem condições de partir para um mergulho, e o material de socorro esta ok, até toda montagem do cilindro de O2 e uso caso necessário.
Você fará testes com bonecos e depois fará mais simulações com seus amigos, diversos cenários para aprender a usar cada uma dos itens do kit da DAN de oxigênio.
Curso extremamente importante pois atualmente na maioria dos lugares do mundo, para trabalhar é necessário ter a carteira de O2 provider.
É um curso rápido, gostoso de fazer e muito interessante, você vai adentrar um pouco mais na fisiologia humana. Minha dica é para que faça o curso de EFR antes assim você vai ter mais noção ainda do que é falado em aula, mas se não puder fazer antes, não tem problema nenhum.
A importância prática deste curso é que no caso de uma emergência em um acidente de mergulho, podemos prover O2 na tentativa de diminuir os sintomas ou até mesmo fazendo a diferença entre o sucesso ou não do tratamento que o acidentado venha a receber. Prover O2 e saber manejar uma situação dessas faz a diferença total no final das contas.

Os dois cursos são aconselhados, você vai ver que faz parte da formação básica de um instrutor de mergulho, portanto, mãos a obra e vamos estudar.

Os cursos foram ministrados pelo Orlando Franceschini
Na Narwhal Moema.
Excelente instrutor e amigo, experiente com muitos anos de água.

Grande abraço a todos.
Até+

Um líder de verdade!!!

Fala galera, blzz ?

Já faz algum tempo que não falo aqui sobre liderança, uma das coisas que acho mais importante dentro de qualquer trabalho, ainda mais no mergulho aonde você realmente lidera pessoas o tempo todo.
Já passei aqui várias dicas de livros e filmes de liders ou lições exemplares, existem pessoas que acham isso uma grande bobagem, talvez sejam essas as mesmas pessoas que proporcionam um emprego parecido com a era da revolução industrial para seus funcionários.

Já lemos por aqui o quanto é importante aprender a ouvir as pessoas e ouvir de verdade, não somente ficar quieto e olhar para a cara da pessoa, é limpar a sua mente de qualquer ruído que possa atrapalhar e prestar atenção no que ela esta dizendo, isso no minimo é respeito e interesse pelo que aquela pessoa esta falando.

Outro ponto importante que já lemos aqui é o fato de ser um líder servidor, aquele cara que conquista a liderança pela autoridade e não poder. A diferença é que pelo poder você impõe coisas que as pessoas não queiram fazer, com autoridade, você conquista a pessoa e convence ela de que aquilo que esta dizendo é o melhor a fazer, só que você convence somente servindo, mostrando o exemplo. Neste ponto me lembro do exemplo do técnico Bernardinho da seleção de volei do Brasil, ele contou em seu livro que certa vez perguntal a um famoso técnico de uma seleção que não me recordo porque ele estava carregando todos os sacos de bola do treino de sua equipe e o cara respondeu: Bernardo, se eu não começar a fazer e dar o exemplo de que isto é um time, unido e todos somos iguais, ninguém vai fazer por mim e eles somente vão obedecer minhas ordens e não meus ideais e idéias.

E para exemplificar é o motivo de eu estar escrevendo, assisti um video no youtube com um ótimo exemplo do que é ser em primeiro lugar pai e em segundo lugar um bom líder servidor, aquele cara que vai ter o poder de falar enquanto as pessoas vão ouvir e refletir.
Somente para contestualizar o video abaixo, o filho desse cara teve diversos problemas e o sonho do garoto era completar uma corrida de triatlon, veja o que esse pai fez para realizar o sonho do cara:

 

Sobre condicionamento e mergulho.

Minha esposa é formada em educação física, ela também esta correndo atrás do mestrado em fisiologia do exercício, porém com foco no mergulho. Esses dias estávamos conversando sobre ter um preparo físico melhor para mergulhar melhor. E ela me disse entre outras coisas que apenas 20%/30% do oxigênio que respiramos é devidamente aproveitado pelo nosso corpo, isso em uma pessoal que não tem um condicionamento físico regular.
Pois é, fiquei imaginando que 20 ou 30% para quem esta com um cilindro contado embaixo da água é muito pouco e é claro então que não é preciso ser nenhum atleta, porém é mais do que bom dar aquela corridinha umas 3x por semana e se possível, musculação para reforçar as costas (por conta do peso do equipamento) e também membros inferiores e superiores. Nosso corpo agradece e vai agradecer mais ainda quando todo mundo for avô.

Outra coisa interessante que li foi uma matéria na revista Go Outside de Março deste ano.
Uma reportagem falando sobre o uso da apnéia para o treino de mergulhadores scuba, como nós.
É claro que um treinamento desses, por mais simples que seja, já nos ajuda a manter a calma em alguma emergência ou até falta de ar, óbvio que sempre teremos nossa dupla (assim desejamos e se sua dupla for sua esposa, nunca brigue com ela na véspera de um mergulho) do lado para nos fornecer ar sempre que necessário, mas temos que imaginar todas as situações, pois as possibilidades são limitadas.

A revista da alguns passo-a-passo para treinarmos apnéia em casa e aos poucos melhorar nosso condicionamento físico. Vou digitar aqui, na íntegra para vocês.

Treinar a capacidade de suspender a respiração aumenta o tempo que você consegue ficar mergulhando sem cilindro, melhora o seu condicionamento para outra práticas esportivas, principalmente as aquáticas, e faz com que você tenha mais chance de sobreviver a uma emergência na água.
Está esperando o que para treinar?

1 – Comece numa piscina.
Escolha uma profundidade rasa (altura da cintura) para facilitar a ventilação e ter apoio.
Use neoprene mesmo em água com temperatura confortável, pois com o relaxamento o corpo gasta mais energia para se manter aquecido.
Use máscara de mergulho para evitar que respire pelo nariz e engasgue.

2-Prepare pulmões e mente.
Alongue-os fora da água, dando atenção especial à musculatura que envolve a caixa torácica, a lombar e principalmente a região da nuca. Faça dois a três minutos de respiração lenta, de amplitude moderada, usando o diafragma e relaxando os músculos do abdômen. Expire devagar, longa e profundamente.

3- Tenha um supervisor ao lado.
Por meio de sinais, seu amigo deve te monitorar enquanto estiver submerso e te socorrer caso desmaie por causa da hipoxia (pouco oxigênio no sangue). Peça para ele te tocar no ombro a cada 30 segundos durante os dois primeiros minutos. Depois, a cada 15 até o terceiro minuto. Tempo máximo que você deve arriscar. Se você não responder com o sinal pré-combinado, seu amigo deve tocá-lo de novo, imediatamente. Se a falta ou a confusão do sinal persistirem, ele deve retirá-lo da água (é o começo do samba, quando há perda do controle motor).

4 – Aqueça-se.
Faça um aquecimento de três ou quatro apnéias progressivas, enquanto flutua de barriga para baixo, totalmente parado. Suba assim que tiver a primeira sensação de que precisa respirar. Na borda da piscina, descanse fazendo a respiração abdominal por dois minutos, no mínimo, e faça outra apnéia, mas sem provocar sofrimento.

5- Respire fundo.
Agora é hora de tentar o seu tempo máximo. Faça um descanso maior (cinco minutos), partindo para a ventilação abdominal nos últimos dois minutos, e completa (profunda) nos segundos finais antes da submersão. Mas não inspire até se sentir desconfortável, pois reflexos te farão expirar. A hiperventilação, quando feita a ponto de baixar demais o nível de Co2 no sangue, pode te apagar.

6- Relaxe a mente.
Ignore seu corpo e cérebro te pedindo para respirar. Relaxe na água. Percorra com a mente todo o seu corpo, observando as áreas contraídas e soltando-as aos poucos. Vale qualquer distração para não olhar o relógio (até contar azulejos). Técnicas de ioga e meditação ajudam.

7- Hora de voltar.
Quando as contrações do diafragma ficarem contínuas e insuportáveis. busque apoio para os pés e para as mãos. Não levante abruptamente, apenas retire a cabeça da água e ventile completamente, pelo menos quatro vezes, para depois se movimentar. O nível de oxigênio ao fim da apnéia é baixo e você pode desmaiar nos 20 primeiros segundos.

Medidas emergenciais.
Se você desmaiar, seu amigo deve tirar sua cabeça da água, retirar equipamentos e no máximo durante 5 segundos, aplicar o tap, talk and blow; aqueles tapinhas na cara para reanimar.
Se isso não der certo, devem ser feitas respirações boa-a-boca para desbloquear o glote.
Se o caso for mais grave, use técnicas de ressuscitação cardiopulmonar e chame o resgate.

Fonte: Revista Go Outside – Março 2008 – Pag.48

Lembrem-se, os números informados são para pessoas que no mínimo tem um bom condicionamento físico. Antes de tentar qualquer coisa desse tipo, vá correr, melhorar o seu condicionamento. Quando você estiver bem, tente treinar a apnéia, mas não precisa seguir os números falados nessa matéria, use seus próprios limites e com certeza, com o tempo você vai avançando e podendo superar cada vez mais, afinal, tudo na vida é treino e persistência.

Lembre-se que não somos mergulhadores de apnéia, isso é apenas para que em uma eventual emergência lá embaixo, você possa agüentar mais tempo sem oxigênio e segundos ou minutos podem valer sua vida ou a de alguém.

Não esqueça também a principal regra do mergulho. NUNCA PRENDA A RESPIRAÇÃO E SUBA. Ou você pode estar a caminho de um acidente de mergulho que pode levar a morte.

Espero que tenham curtido um grande abraaaço, até mais..

 

É muito azar para um só…

Para rir um pouco, uma história muito louca que recebi no e-mail.
Verdade o não é no muito curiosa, tipo o video da nike do ronaldinho, você não acredita no ato, mas depois começar a análisar e ver possíbilidades uhauhauha…
O mais engraçado deve ter sido a cara do dupla observando o amigo ser levado embora por um balde gigante uhauahuhaa….

A TV nos Estados Unidos mostrou um exemplo do que é estar no lugar errado e na hora errada.
A fonte é a Agência Reuters.
Prestem atenção nesta história maluca!!

As autoridades de combate a incêndios da Califórnia encontraram um cadáver em uma área de floresta queimada, enquanto avaliavam os estragos de um grande incêndio florestal.
O falecido estava vestido com um traje completo de mergulho, mais cilindro de oxigênio, pés de pato e máscara.
A autópsia revelou que a causa da morte não foram as queimaduras, mas sim maciças lesões internas.
O registro dental permitiu a identificação do corpo.
A partir daí, iniciaram-se investigações para determinar como um mergulhador com traje completo de mergulho foi parar no meio de um incêndio florestal. 
Descobriram que no dia do incêndio a vítima tinha ido mergulhar em alto mar, a aproximadamente 20 milhas de distância de vôo da floresta. 
Os bombeiros, procurando controlar o fogo o mais rápido possível, acionaram uma frota de helicópteros equipados com baldes enormes.
Os baldes eram baixados no oceano para enchimento rápido e em seguida, eram transportados até a floresta, onde a água era despejada. 
Dá para imaginar um negócio desses ??? 
Num momento, nosso mergulhador estava mergulhando no Pacífico e no outro, dentro de um balde de incêndio a mil pés de altitude, sendo jogado com a água sobre a floresta em chamas.

E você ainda acha que o seu dia está sendo ruim??? 

Vai ter azar assim no inferno !!