Pontos de Mergulho – João Pessoa

Fala galerinha, blzzz ?

Primeiro vamos falar sobre como ir e aonde hospedar-se.
Bom, se você não tem muita grana e é aquele mergulhador mochileiro (como eu) o negócio é partir para as ecônomias. Pra que ficar em hotel 5 estrelas quando você tem todo um mar lindo e vai passar o dia todo mergulhando ? Pra que comer caviar se você com certeza vai curtir mais aquele peixe que foi pescado na hora por pescadores e chavecando bem você leva o peixe por alguns poucos reais… O negócio é a aventura e conhecer na raíz cada lugar para qual viajamos.

Minha primeira dica, para hospedar-se procure um hostel, para isso acesse o site www.hostelplanet.com Lá você vai selecionar Brasil e depois RECIFE que é a cidade para onde vamos, mas claro, vale para muitas outras cidades do nosso país.
É um site ótimo com hostels muito legais a preços de banana, para quem quer passar somente um fim de semana ou feriado no lugar curtindo, ta de bom tamanho.
Mas e para ir até Recife, como faremos ?
Símples…você pode ir de buso ou avião, fique esperto nas passagens de avião, a todo momento a gol e varig estão fazendo promoções para todo o Brasil que vai de R$1 à R$99 é muito bacana, um bom site para ficar ligado nessas promoções é: http://www.voecomdesconto.com fique sempre esperto neste site, boas promoções sempre são bem vindas e isso vai acabar por tornar sua viagem muito mais barato e com certeza divertida.

Bom, vamos falar de um lugar para que pra mim é especialmente especial.
Em João pesso tive boas fases da vida, tenho familia por lá e desde criança sempre viajei demais por aquelas bandas.
Um povo muito gente boa, tranquilo com uma cidade pequena e linda em todos os sentidos. Muita gente bonita mesmo, comida a vontade e para todos os gostos. As casas noturnas também são muito legais, um paraíso muito show de bola aquele lugar.
Para quem for até joão pesso, vale apena alugar um carro e dar uma esticada até uma praia conhecida como PIPA, já é rio grande do norte, porém não é muito tempo de carro não.
É uma praia jovem, no meio de uma vila que você só chega até a metade de carro o resto tem de ir apé mesmo. Super conservado e natural a galera gosta de reunir ali para fazer longas festas, vale a pena conferir.

Outra boa dica é pegar o carro e ir para tambaba, lá esta praia esta dividida em duas partes, nudismo e não-nudismo.
Você escolhe uahuahuha…mas é muito massa mesmo, se não me engano uma das primeiras praias de nudismo do Brasil e com certeza uma das mais famosas e lindas, muito show de bola.

Também será boa dica para quem for a João pessoa, não perder nenhum show do CAPIM CUBANO, banda paraíbana liderada pelo meu primo Yegor Gomez e com diversos outros amigos na formação e nos bastidores…SHOW DUCAAAA pra vc curtir na cidade.

Mas vamos lá, vamos ao que interessa, aos pontos de mergulho:

Areia Vermelha
É a região que vai de Cabedelo Diversas pedras e até a praias da Ponta de Campina, com uma proteção de corais e uma extensão de 10km. corais com profundidades de até 5m e visibilidade podendo chegar aos 7m.
O esquema de areia vermelho é você ir cedo, na verdade areia vermelha é uma pequena praia que se forma quando a maré esta baixa (manhã) e desaparece a tarde. É tão bacana que quando começa a formar a ilha, dezenas de barcos e lanchas vão para lá e mmontam barracas e tudo mais, fica lotado o dia todo o lugar, muito bacana mesmo. Snorkel também vale muito apena por ali.

 

 

 

 

 Buraco
Assim com a Parede das Bicudas, A visibilidade no local pode chegar aos 40m. esta área encontra-se na divisa da plataforma continental possuindo diversos paredões, e com profundidade um pouco menor (45m).

 Jardim das Esponjas
Está sobre uma plataforma, e é possível encontrar uma grande quantidade de esponjas, como se formassem um jadim. A área é plana, com profundidade em torno dos 50m. Com fundo de areia, pequenos camarões, além de diversos invertebrados emoréias. A visibilidade local chega aos 40m.

Parede das Bicudas
Com grandes paredões, este mergulho é um dos melhores da região devido as diversas esponjas e corais, além dos chamados “degraus dos 10”, que são variações do relevo submarino com até 10m cada. é mergulho para mergulhadores avançados, devido a profundidade mínima estar torno dos 50m, descendo até a profundidades abissais
(4.000m). Com águas claras e visibilidade de até 40m, muitos peixes grandes como badejos, cavalas, vermelhos, barracudas, garoupas além dos meros são vistos com freqüência. 

Pedra de Baixo
Quanto a pedra de baixo, a profundidade local chega aos 30m, com diversas entradas, e de vez em quando é possível esbarrar com alguns badejos e até pequenos meros; além de esponjas amareladas e visibilidade chegando aos 30m no verão.

Picão da Agulhas
Recife de algas com diversos tiposProfundidades de até 8m, visibilidade de 6m e de corais, inclusive coral fogo, além de pequenas cavernas. temperatura chegando aos 30ºC. 

Picãozinho
Na maré baixa, criam-se diversas piscinas naturais, distantes de 1 à 1.5km, e com profundidades de até 5m.
Picaozinho fica em meio ao alto mar. Quando a maré baixa, além de formar bons lugares para snorkel, tbm vão existir diversas piscinas naturais, muito legal mesmo…lindo lugar.
Para chegar você pode contratar um serviço de barco de turismo ou alugar um barco de pescadores e ele mesmo te leva ao local com direito a peixe feito na hora no barco, muito mais em conta, divertido e gostoso, vale a pena.

 

 

Recifes de Cabedelo
Grandes cabeços de pedras com algas e corais, além de pequenos buracos com peixes e lagostas, em profundidades entre 10 e 15m, e visibilidade de 15m no verão.

 

 

Recifes de Gramame
Com pequenas cavernas e entradas,Com profundidades entre 6 e 12m e visibilidade de até 15m no grande quantidade de lagostas vermelhas, pequenos tubarões lambaru (lixa), são muito comuns na região, também chamada de Pedra Nova e Pedra Caiau.

Recifes de Jacumã
Diversas entradas, com muitosJá os corais de Carapibu, estão mais próximo daPossui uma grande peixes, crustáceos e moluscos. costa e são mais rasos, com profundidades entre 3 a 6m. diversidade de peixes como xixarros, xaréus, vermelhos,ciobas e dentões.

 

 

Recifes do Seixas
Muitas pedras com algas e corais, com pequenas cavernas, muitos peixes, polvos e lagostas. Profundidade entre 6 e 12m. Visite também a ponta do seixas o ponto mais extremo da américa, muito legal o lugar e linda paisagem.
FONTE DE INFORMAÇÕES: SITE BRASIL MERGULHO – ARQUIVO PESSOAL

Aproveite muito bem Jampa e para isso fique por dentro do GUIA DE JOÃO PESSOA.

Não deixe de ir a barraca do pau mole e barraca do pau duro, uma do lado da outra uhauhahua….sensacional ponto para quem gosta de tomar umas, petiscos e jogar conversa fora.

Outra coisa também é não deixar de comer o famoso cachorro quente da mundial, nem vou falar aqui para não estragar a surpresa.

E para finalizar, se você estiver acompanhado, vá até a praia do jacaré, mas tem que ir cedo, por volta das três da tarde para arrumar um lugar nos restaurantes a beira da praia e espere até o sol cair. Porque faço tanta questão que você vá? confira no video abaixo.

É isso ae galera, façam bom proveito da viagem…
Um grande abraço e até mais.

Anúncios

Curso de Naufrágio

Cursos realizados até o momento:

Básico
Avançado
Emergency First Response
Rescue Diver
Equipamentos
Naufrágio

Instrutor: Orlando Franceschini
Assistência na piscina: Carlão (O Carlão da Narwhal)

Lembra quando éramos crianças e nossos pais viviam dizendo para não fazermos isso ou aquilo e nós como boas crianças iamos lá e faziamos com a maior cara de pau? Pois é, nestas situações o máximo que acontecia era uma choque por ter enfiado o dedo na tomada e umas boas chineladas como consequência da malcriação.

Pois é o problema é que crescemos e hoje em dia decidimos fazer coisas que como tudo na vida tem regra e quando não respeitamos essas regras acontece os acidentes. Diferentemente de quando éramos crianças o problema pode ser maior e em muitos casos o resultado foi de chineladas eternas no paraíso.

O curso de naufrágio era um dos mais esperados por mim no plano de carreira na Narwhal, desde criança sempre fui maluco por história e também adorava pegar os equipamentos de mergulho do meu pai para brincar na piscina do clube e fingir que estava em um interessante naufrágio criado pela minha imaginação. Eu cresci e comecei a curtir mais ainda as histórias da segunda guerra mundial, hoje coleciono dezenas de fotos, documentos, sons e claro livros da segunda guerra. E por conta deste interesse claro que eu seria mais um candidato a Mergulhador de Neufrágio da PADI.

Tudo começa na sexta a feira a noite, este é o primeiro curso que exige um pouco mais de tempo, começa na sexta feira, 7.40 da noite e terminou por volta das 22.30, continuando no sábado e no domingo. Sendo este último escolhido como o dia das atividades na piscina.

No começo é como todos os outros, apostila jóia com fotos e videos em aula.
Exercicíos e mais exercicíos com provas.
O curso da uma base muito boa, fala inclusive de leis em um naufrágio, o que você pode ou não pegar e quando você pode ou não pegar algo, entrar num naufrágio ou até mesmo mergulhar em um.
Mostra videos sensacionais com muita informação.
Uma delas é que a capital dos naufrágio no Brasil é recife, lugarzinho com muitos naufrágios históricos, inclusive da segunda grande guerra, muitos naufrágios atificiais, prato cheio para mergulhadores que estão sempre querendo curtir um passeio interessante.

Este curso também foi o primeiro a modificar o padrão de batidas de pernas, aqui você aprende o tipo de remada que você deve fazer durante um mergulho em naufrágio. Tudo dentro deste mergulho é feito com muita calma e tranquilidade e as remadas servem para te dar um pequeno impulso ao mesmo tempo em que não levanta nenhum tipo de sedimentos no chão do naufrágio. Este tipo de cuidado também ajuda a não esbarrar nas coisas, muitos naufrágios ou a maioria deles é extremamente sensível, qualquer esbarrão pode quebrar algo ou até mesmo fazer como que venha abaixo o lugar aonde você esta mergulhando.

Existem outras tecnicas que aprendemos para averiguar se um lugar oferece ou não risco de desabamento, nada 100% garantido, mas é de grande ajuda e pode resolver muitos problemas.

Outra coisa legal é a quantidade de informações sobre locais de mergulho e história interessantes que você consegue com seus intrutor. É tanta coisa e experiência que deixa você com mais vontade de fazer este tipo de mergulho ou com mais receio, depende do seu ponto de vista. Porém felizmente a maioria das histórias foram engraçadas.

Além das história e o conteúdo cultura que você acaba adquirindo no curso é interessante também a parte da piscina que é colocar em prática todo treino que aprendemos em sala de aula na teoria. Lembrando que como eu falei assistimos alguns filmes de mergulhos em naufrágios justamente para aprendermos combinações de movimentos e ações que serão usados no mergulho.

A piscina é composta por uma série de exercicíos. Não vou detalhar estes exercicíos simplesmente porque eles ocorrem com uma certa surpresa, então é melhor que eu não estrague a sua.
Porém, é interessante aprender mais técnicas de flutuabilidade e controle de respiração.
Também colocamos em prática a nova batida de perna utilizada para dar movimentos menos bruscos e não levantar sedimentos dentro do naufrágio.
Outra coisa bem bacana é a total retirada do equipamento do corpo para simular uma entrada em escotilha, muito legal de fazer e aprender e isso derrepente pode até ajudar você a se vestir mais rápido (dentro da água) no curso de rescue diver.
Ainda aprendemos a manejar a carretilha, situações de falta de oxigênio dentro do naufrágio e pouca ou nenhuma visibilidade no mergulho, é simplesmente sensacional muito bacana mesmo e pode ter certeza que você vai aprender muito.

Uma das coisas mais legais até agora é que dei sorte de não ter caído no velho truque de ficar afobado e comprar equipamentos como roupa e colete logo no curso de avançado.
Isso porque ao longo do curso você vai aprender diversas coisas sobre equipamentos que vai ajudar na sua escolha.
No meu caso, neste final de semana aprendi que no mergulho é necessário dividir os pesos dos lastros entre sua cintura e o colete, isso porque é muito dificil lhe dar com as coisas quando você retira seu colete debaixo da água para entrar no naufrágio, se você estiver com todo lastro no corpo, você tende a descer e o seu colete a subir. Mas se estiver com todo lastro integrado no colete, você tende a subir e o colete a descer e isso pode colocar você em mals ventos.

Quanto a roupa para este curso vale tudo que escrevi no posto passado sobre Roupas de Mergulho que esta logo abaixo este post.

De resto você vai aprender muita coisa mesmo e vai começar a sentir-se mais confiante.

Conclusão:
Lembra de que forma comecei este texto, falando de castigos e problemas?
Pois é, a conclusão depois deste curso é que se arriscar em qualquer naufrágio sem treinamento é complicado, uma série de coisas exigem técnicas que você só aprende no curso e mergulhando.
Problemas não tem como ser evitados podem ser amenizados, mas um dia ou uma hora você vai se enroscar ou vai estar em uma situação que vai ser necessário toda calma que só o treinamento pode lhe dar, por tanto, não se arrisque a toa, faça o curso que vale muito a pena e divirta-se.

Nosso instrutor deixou uma lista de livros para lermos, segue abaixo:

-Sob o Mar
Editora Alegro

-O mundo Silencioso
Jacques Costeau

– Ilha Bela, seus enigmas
Jeannis Michail Platon

– Mergulho na escuridão
Robert Turson

– O último mergulho
Bernie ChowDhury

-Guia de Naufrágios de Angra dos reis

– Principe das Asturias

– O Brasil na Mira de Hitler

Valeu galera, forte abraço e até mais !!!

Não ao bloqueio!!!!

Vamos sair um pouco do nosso assunto diário para dizer não ao bloqueio.
Meu blog esta participando de uma campanha junto com outros blogueiros para dizer não ao bloqueio do wordpress no Brasil que deve afetar 1 milhão de blog brasileiros.

Para mais informações: http://naoaobloqueio.wordpress.com/

Mais:
http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL413419-6174,00-WORDPRESS+TENTARA+EVITAR+BLOQUEIO+NO+BRASIL+DIZ+COFUNDADOR+DO+SITE.html

Mergulho na Laje de Santos.

Fala galera…blz?
O primeiro post de hoje é para mostrar um pouco do mergulho que o meu grande amigo Cláudio Gondo fez na laje de Santos.
Por enquanto estou passando vontade né, estamos combinando de ir mergulhar na Laje em Junho ou Julho que é época da majestosa visita das Raias. É aguardar para ver, por enquanto, um video do nosso amigo e outro video que acabei encontrando no youtube, mas que também é show de bola….
Abraaços, te+

Video by Claudio Gondo

Video 2

Estágio em Noronha.

Com certeza um dos maiores atrativos de quem vai fazer o plano de carreira na Narwhal é a grande possíbilidade de estagiar em fernando de noronha. Imagine você naquele paraíso, naquele cenário perfeitamente criado, ainda com a mordomia de ter várias coisas pagas (fora alimentação, passagens e depesas pessoais). É o emprego que todo mundo pediu.
Tenho que dizer que no começo me arrisquei a pensar dessa forma, porém comecei a perceber o estilo das pessoas que passaram por noronha e das pessoas que desistiram de ficar mais tempo em Noronha. Pois é, o preço de estar no paraíso com o trabalho dos sonhos, é suar a camisa muito mais do que em qualquer outro lugar. Carregar uns 500 cilindros por dia, fazer mais de 6 mergulhos por dia, nem eu sei quantas horas ficamos dentro do mar e no final do dia, você capota e cai morto de cansado, deve ser parecido com o exército. Para quem vai pensando do modo que eu comecei a escrever este post, realmente no fim da primeira semana, quer cair fora daquela loucura, São Paulo é o verdadeiro paraíso. Mas para quem tem realmene a vontade de ser um verdadeiro mergulhador, Noronha é tradição e necessidade. E é sobre isso o post de hoje.

Alguns amigos, quando comentei sobre irmos para a ilha em dezembro ficaram completamente felizes e a maioria das coisas que diziam era sobre querer um emprego desse ou querer ter a sorte de ir para lá também.
Como diz Oscar Shimidt o maior cestinha do Brasil, Mão santa que nada, Mão treinada.
Desde o começo do curso, sempre deixei bem claro ao grande Carlão da Narwhal que nosso objetivo era chegar a Fernando de Noronha e com o tempo, fui aprendendo que não precisa ser um grande mergulhador para ir a Noronha, isso mesmo, não precisa. Até porque, grandes mergulhadores em por volta de vários mergulhos no log e uma média de vários anos de experiência. É como dirigir um carro, você aprende o básico para se virar e voltar bem para casa, o resto, só dirigindo, treinando e adquirindo a famosa e tão falada experiência. E lembra-se de quando eu falei que sempre deixei claro nossos objetivos?O de ir Para Noronha? Pois é, quase certeza que essa é a diferença fundamental. Além de se dedicar, de se esforçar e mostrar que você é capaz, é preciso ter o perfil daquilo tudo ou como falei no começo do post, deixa de ser o paraíso para ser o inferno, não precisa ser nenhum maluco por acadêmia ou viciado em ficar acabado de tanto exercicío, mas precisa ter vontade, querer fazer, trabalhar em equipe e fazer parte do melhor sempre. Precisa demonstrar a vontade de querer ser algo mais. No mergulho como na vida, precisa mostrar vontade, de vencer, de ser o melhor e o mais legal, precisa ser humilde quando terminar o seu estágio lá e ser um ótimo mergulhador como você vai ser depois de sair de lá. Como diria um livro que eu li.

Somente quando você andar entre a peble e não se corromper e andar entre os reis e ser natural você vai ser um homem e alguém.

Grande abraço a todos….Noronha que nos aguarde….