Brasileiros No Hawaii – Parte 2

Fala galera, hoje seguimos viagem no Hawaii, agora na ilha chamada Big Island ou Hawaii County. Estamos na cidade de Hilo.

Uma dica importante que esqueci de falar no post anterior, é que uma vez no Hawaii (se você não tiver muita grana) fique hospedado em Hostels.

Porque um Hostel?
Hora vamos lá, se você esta indo para um paraíso perdido, para que pagar 400 dólares de diária em um hotel chique, com piscina,  spa e tudo mais se o legal mesmo é pegar um carro e percorrer de ponta a ponta todas as praias da ilha, conhecer nativos, fazer amigos e mergulhar ? A menos que você esteja viajando meramente por status só para dizer “opa, eu fui ao Hawaii” as minhas palavras a seguir para nada servirão.

Fique em hostels, porque eles são tão confortáveis quanto hotéis, com camas, banheiros e tudo mais, você pode escolher um quarto privativo para você e sua esposa (como foi o meu caso) ou pode pegar quarto até para 9 pessoas dependendo do lugar. Os hostels têm cozinha própria, ou seja, você pode ir até o supermercado da esquina, comprar comida boa, e fazer seu próprio rango. Claro que você não tem empregado em um hostel o que vale é espírito de equipe, ou seja, mão a obra e lave sua louça, mas pense bem, entre amigos, isso não dura mais do que 5min. E no Hawaii isso representa uma economia de no mínimo 40 dólares para cada um (isso se for um pratinho merrequinha) por refeição que você comer. Guarde a grana para passeios de barco, mergulhos e outras coisas mais atrativas nas ilhas, você esta no Hawaii e a regra aqui é economizar para ficar o máximo de tempo possível. Comprando comida você economiza porque e ainda “racha” com todo mundo. 

Em Hilo, eu fiquei no hostel Hilo Bay .
Mas se você preferir, pode procurar outros, entre no site www.hostelplanet.com e veja qualificações de hostels credenciados de qualquer parte do mundo. Têm por ordem de preço e rating. Veja o site antes de viajar, reservar podem ser feitas por internet, é bem tranqüilo, foi o site que usamos para todas as nossas viagens, é show de bola.

Bom, em Hilo, a primeira coisa a fazer é alugar um carro assim como em todas as outras ilhas. Depender dos bus depende de muito esquema de hora e muitas vezes esse esquema não é compatível, por isso, prefira um carro, você vai gastar menos, porque com certeza ou vai preferir ter um carro ou pegar táxi e ai o dinheiro não compensa.

A segunda coisa a fazer, é preparar uma visita para Rainbow Falls e depois para o grande vulcão Kilauea. Não se preocupe nada perigoso, você vai apenas dirigir até o alto do vulcão (13.000 pés) passear pelos museus, visitar crateras que ainda lançam fumaça. Mas se você quiser ver lava de verdade, terá de fazer isso com um helicóptero.

Volcanoes National Park – Hilo

150 dólares o passeio, geralmente noturno, mas a visão é mais ou menos essa aqui abaixo:

Depois de visitar o vulcão, visite também o museu dos Tsunami em Hilo, vale bem apena ver, procure também por mapas em lojas de mergulho que indicam pontos ótimos para snorkling e mergulho. Não esqueça, a mesma regra vale para todas as ilhas, prefira os lugares mais afastados, normalmente o lado norte, lá vão estar os melhores lugares para mergulhar e curtir uma verdadeira praia Hawaiiana, o resto é coisa pra turista bobo gastar dinheiro.

Uma galera boa para mergulhar são esses caras aqui:

http://www.kohaladivers.com/

São pessoas com bastante experiência na ilha, nativos inclusive.
E alguns pontos de mergulho da Big Island são esses abaixo:

No mais é só curtir o que quiser, se seguir a lista que eu falei, você terá feito os principais passeios da Big Island…

Mas claaaro, que você pode trocar idéia com a galera do seu hostel ou hotel e descobrir novos lugares para ir.
Na cidade de Hilo, tem uma feira de artesanato muito interessante. Mas o mais legal mesmo é você acordar um dia por volta das 9 da matina, tomar o seu café, alugar uma bike por volta das 10 horas e sair para dar um role pela cidade de Hilo de bike. Você vai curtir demais as ferinhas que rolam, com muitos presentinhos legais para você trazer para o Brasil.

Existe uma praia chamada Black Sand Beach.
Isso porque a praia não tem areia, isso mesmo, ela é feita com formação dos magma dos vulcões, não se preocupe, seus pés não correm perigo. Vale apena visitar pela vista do lugar, a água de uma cor de azul petróleo, é uma coisa que nunca vi antes e olha que tenho tempo de mar hein. Normalmente ela esta indo para um tom mais arroxeado, o que indica que é um excelente lugar para mergulhar.
Perto dali, perto mesmo, cerce de 100 metros, existe uma entrada para uma praia chamada Richardson Beach, basta vocês pedirem informações sobre um ponto de snorkling excelente perto de Sand Beach. E então vocês irão chegar neste local que estou falando. É um ponto ótimo para mergulho e no meu vídeo pessoal que vai estar no final deste post, você vai poder conhecê-lo, lá vou apontar algumas tartarugas e casas que ficam ao lado da entrada da praia, é ver para conferir. Lá você vai poder fazer um dos melhores snorklings que com certeza já viu.

Rode bastante, aproveite o carro se tiver alugado e curta o passeio, Hilo e Big Island começam a ser o meu Hawaii preferido, porém o melhor mesmo esta por vir no último post desta série aonde falaremos sobre Kauai. Essa sim a ilha que representa com gosto o paraíso Hawaiiano, até la galerinha.

VIDEO PESSOAL PARTE 1

VIDEO PESSOAL PARTE 2

 

 Rainbow FallsKilauea VolcanoKilauea VolcanoKilauea Cratera

 Rainbow FallsBlack Sand BeachRichardson BeachHilo

 KilaueaTsunami Museum

 

 

 

 

Anúncios

Brasileiros no Hawaii – Parte 1

Fala galera, blzz ? Começo hoje um série de três reportagens sobre a minha presença no Hawaii junto com a minha esposa. Vamos falar um pouco sobre a cultura local, história, preços e claro muito mergulho.

Hoje começamos por Oahu, a maior ilha do Hawaii aonde fica Honolulu e Pearl Harbor.
Como a maioria de vocês sabem, sou completamente apaixonado por história e história da segunda guerra, tenho livros e livros sobre os combates com fotos, cartas, diários e muitas outras coisas. Com a possíbilidade de visistar o Hawaii, claro que não pude deixar de estar em Pearl Harbor e o que Pearl Harbor tem haver com o mergulho ?
Tudo, horas !  Isso significa importantes e excelentes naufrágios para mergulhar, garantindo uma aventura e tanto para quem tem a possíbilidade de estar nessas ilhas. Portanto é isso, vamos conhecer um pouco mais sobre o Hawaii.

A primeira impressão que eu tive do Hawaii quando chegamos, foi algo que deve ter sido parecido com a de todos que chegam naquele lugar: “Porra, que paraíso”
É um lugar que de dentro do avião você já sente um clima diferente, tudo ja começa no próprio avião, quando os pilotos comprimentam todos numa sincronia ao som de ALOOOOOHAAA !!

É um povo de extrema simpatia, todo muito parecidos, lembram índios, afinal, são aborigenes, são pessoas que tem suas origens naquela terra.
Mas porém, da uma certa pena de ver aquele povo colonizado pelos Estado Unidos. É complicado você ver uma galera que como origem comiam tudo do melhor que a natureza produz e depois da chegada dos americanos, os péssimos hábitos alimentares também chegaram, assim como as doenças antes desconhecidas. A maioria das pessoas no Hawaii são obesas, talvez pela genética que não é compatível com o tipo de alimentação, afinal, um copo de coca-cola e Mc Donalds não se compara as frutas e carnes que eram fontes de alimento na origem do povo.

Outro fato importante é que as pessoas sempre me perguntavam se Jack Johnson tocava toda hora. Pelo contrário, se ouvi o som do cara, foi porque eu mesmo coloquei no carro que alugamos. Jonhson é mais uma criação do Pop Americano, não estou criticando, até porque eu gosto do estilo de música dele, porém o cara não faz o som Hawaiano de verdade, é apenas um cara que mora num lugar lega e tem uma vida igualmente legal e isso poderia dar ibope.
O verdadeiro som do hawaii é produzido através do Folk, que é uma herança dos povos aborígenes, porém, atualmente o maior nome da música Hawaiana é sem dúvida IZ ou Israel Kamakawiwo’ole.  Esse cara sim, em toda loja que eu entrava escutava a vóz dele e apesar de algumas músicas serem realmente na lingua aborígene Havaiana, aquilo me chamou a atenção pelo tom emotivo e a musicalidade, abaixo tem um video com algumas músicas do IZ, que morreu á alguns anos atras, vitima de uma doença cujo não sei qual é, mas até onde eu sei, essa doença o fazia ficar cada vez mais obeso, até o dia em que o coração do cara não aguentou. IZ tocou com grandes nomes das música mundial, porém é pouco conhecido e no Hawaii ele sim vale apena ouvir.

Apresentação do IZ em Waikiki:


SomeWhere over the Rainbow na vóz de IZ:

Uma vez em Oahu, fiquem próximos a Waikiki. Essa é a praia mais agitada, embora seja bem movimentada, da para curtir um por do sol lindo e assim que o sol se por, começa na praça principal um show ao vivo com um verdadeiro lual Hawaiiano, com um grupo que canta música com sonoridade muito parecida com as do IZ, é realmente uma delícia, principalmente se você esta viajando a dois, como foi o meu caso. A noite as avenidas principais das praias são iliminadas com tochas de fogo de verdade o deixa o ambiente mais gostoso ainda e te da a certeza de estar no Hawaii. Em Waikiki existe muitas lojas e shoppings para compras de lembranças, roupas, supermercados caso você esteja em um hostel com cozinha e deseja preparar o próprio rango para economizar.
Aliás isso é uma dica boa, se você quer economizar no Hawaii, fique num hostel com cozinha e faça sua própria comida.

Com dois dias, você vai se perguntar:
Caramba, o Hawaii não é nada mais que o Brasil?
Ai vai ter chegado a hora de você alugar um carro ou pegar alguns bus e se mandar para a parte norte da ilha. Lá estarão as praias mais lindas, desertas e paradisíacas que você vai ter visto na vida.

Visite também Pearl Harbor. Existe um museu enorme e o memorial do Uss Arizona.
Você não sabe nada sobre Pearl Harbor ???? Ok, assista o video abaixo.

Pearl Harbor


Visite, vale muito apena mesmo e é um dos pontos do Hawaii.
No mais, é curtir a magia daquele lugar e essa não tem como eu descrever ou mostrar em video, apenas estando lá e curtindo tudo aquilo.
Fiquem esperto com grande apresentações e o famoso porco no Chão. É um ritual que eles fazem, além de muita música, muita comida tipica como o porco feito no chão, com o calor do fogo….Vale a pena.

Outra coisa que me chamou a atenção foi que logo na chegada, eu vi com esses olhos que a terra á de comer uma apresentação da USNavy americana com caças F-15 e os Thunderbirds com seus F-16, claro que fiquei extremamente feliz porque sou viciado em viação militar, porém me veio na cabeça uma certa tristreza, pois mais uma vez graças a colonicação americana, aquele povo pacato, simpático e de muita paz de espirito presenciou coisas horríveis como Pearl Harbor. “Trouxeram a guerra para nós” diz o próprio IZ em uma de suas canções.

Para mergulhar ou dicas sobre praias, fale com a galera da Oahu Dive Center, uma dos melhor centros de mergulho em Oahu. Muitos passeios, muitos naufrágios, cavernas, meu quem for mergulhador vai pirar.

Operadora de Mergulho:
http://www.oahudivecenter.com

Mergulho do US. Corsair:

Mergulho no US. YO 257

Abaixo um video feito por minha esposa e eu em Oahu. Um resumo de toda nossa viagem nesta Ilha.

VIDEO PESSOAL PARTE 1

VIDEO PESSOAL PARTE 2

Nem de perto Oahu é a melhor ilha do Hawaii, no próximo post, vamos viajar juntos por Hawaii County, exatamente na cidade de Hilo, andaremos também pelo famoso Parque de Vulcões aonde encontramos o grande e sempre animado vulcão Kilauea, até lá.

 

Não ao bloqueio!!!!

Vamos sair um pouco do nosso assunto diário para dizer não ao bloqueio.
Meu blog esta participando de uma campanha junto com outros blogueiros para dizer não ao bloqueio do wordpress no Brasil que deve afetar 1 milhão de blog brasileiros.

Para mais informações: http://naoaobloqueio.wordpress.com/

Mais:
http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL413419-6174,00-WORDPRESS+TENTARA+EVITAR+BLOQUEIO+NO+BRASIL+DIZ+COFUNDADOR+DO+SITE.html

Mergulho na Laje de Santos.

Fala galera…blz?
O primeiro post de hoje é para mostrar um pouco do mergulho que o meu grande amigo Cláudio Gondo fez na laje de Santos.
Por enquanto estou passando vontade né, estamos combinando de ir mergulhar na Laje em Junho ou Julho que é época da majestosa visita das Raias. É aguardar para ver, por enquanto, um video do nosso amigo e outro video que acabei encontrando no youtube, mas que também é show de bola….
Abraaços, te+

Video by Claudio Gondo

Video 2

Pontos de Mergulho – Parte 2

Lagoa Beca – Ilhas Fiji

Os surfistas associam a costa sul da ilha Viti Levu, a maior de Fiji, à passagem da fragata, uma das úlimas boas arrebentações do Pacífico Sul. Mas a costa é também lar da lagoa Bega, 390 quilômetros quadrados, um dos melhores recifes para muck-dive (mergulho na lama) do mundo. Os mergulhadores podem procurar no fundo dos 10 metros de profundidade do recife de coral macio os peixes-cachimbo-fantasma e cavalos-marinhos jovens, que se alimentam dos sedimentos ricos em nutrientes que o rio Navua deposita na costa. Se quiser se divertir, vá para a passagem da fragata. “Você pode mergulhar debaixo das ondas e ver os tubarões de olho nos surfistas” , ri Jayne Carlson, dona do Lalati Resort & Spa, a 40 minutos do continente, na ilha de Bega, um eco-hotel e empresa de mergulho que fica entre a floresta tropical e a praia. Os hóspedes ficam em chalés com dois quartos e muita privacidade. Os donos, entusiastas do esporte, lideram mergulhos gratuitos saindo do piér do hotel. Chalés custam $310, incluindo refeiçoes. O mergulho de barco custa cerca de $ 110 por pessoa para dois mergulhos mais $25 de aluguel do equipamento (lalati-fiji.com)

Curtam os videos…

grande abraaaço e ate a próxima…

Pontos de Mergulho – Parte 1

Fala galerinha, blzz ?
Estava lendo uma revista um dia desses e achei interessante postar aqui duas pequenas reportagens sobre dois pontos de mergulho bem bacanas, vou colocar também alguns vídeos dos locais para que todos possam ver e assim como eu ficarem com vontade.
Mas não vale ficar na vontade, tem que ir lá…

 

Mar vermelho Israel.

O mar vermelho é famoso entre os adeptos do mergulho na península do Sinai, no Egito, conhecida elo recifes espetaculares e guias de mergulho às vezes suspeitos – em janeiro de 2007 três mergulhadores e um guia se perderam em alto-mar. Mas passando a fronteira de Israel ao norte, há no mar Vermelho uma faixa de costa de 13 quilômetros, quase sem correnteza, que guarda alguns dos melhores mergulhos acessíveis por praia do mundo. Faça um mergulho nesse pedaço do golfo de Aqaba, logo ao sul dos enormes hotéis de Eilat. Você poderá explorar o Satil, um navio de guerra armado com mísseis das forças militares de Israel, que foi afundado em 1994 especialmente para os mergulhadores (três mergulhos por dia saem por $80; dolphinreef.co.il). Quem gosta de mergulho com snorkel pode visitar as rochas Moses (Moisés) e Joshua (Josué), duas cabeças de cora a uns 270 metros da costa. De noite, dá para dançar de frente pro mar no bar Dolphin Reef. Para conhecer a melhor tentativa israelense de imitar Las Vegas, visite o show de laser na boate Platinum,

em Eilat.Onde Ficar: O hotel Dan Eilat, em Eilat, serve café-da-manhã e abundantes jantares de Sabá às Sextas. Quarto de Casal por $298 (danhotels.com).
Fonte: Revista Go Outside – Março 2008 – Pág.34

A próxima reportagem eu coloco hoje um pouco mais tarde….abraaaços e curtam os vídeos…

Hotel Dan Eilat

 

 

 

Sobre condicionamento e mergulho.

Minha esposa é formada em educação física, ela também esta correndo atrás do mestrado em fisiologia do exercício, porém com foco no mergulho. Esses dias estávamos conversando sobre ter um preparo físico melhor para mergulhar melhor. E ela me disse entre outras coisas que apenas 20%/30% do oxigênio que respiramos é devidamente aproveitado pelo nosso corpo, isso em uma pessoal que não tem um condicionamento físico regular.
Pois é, fiquei imaginando que 20 ou 30% para quem esta com um cilindro contado embaixo da água é muito pouco e é claro então que não é preciso ser nenhum atleta, porém é mais do que bom dar aquela corridinha umas 3x por semana e se possível, musculação para reforçar as costas (por conta do peso do equipamento) e também membros inferiores e superiores. Nosso corpo agradece e vai agradecer mais ainda quando todo mundo for avô.

Outra coisa interessante que li foi uma matéria na revista Go Outside de Março deste ano.
Uma reportagem falando sobre o uso da apnéia para o treino de mergulhadores scuba, como nós.
É claro que um treinamento desses, por mais simples que seja, já nos ajuda a manter a calma em alguma emergência ou até falta de ar, óbvio que sempre teremos nossa dupla (assim desejamos e se sua dupla for sua esposa, nunca brigue com ela na véspera de um mergulho) do lado para nos fornecer ar sempre que necessário, mas temos que imaginar todas as situações, pois as possibilidades são limitadas.

A revista da alguns passo-a-passo para treinarmos apnéia em casa e aos poucos melhorar nosso condicionamento físico. Vou digitar aqui, na íntegra para vocês.

Treinar a capacidade de suspender a respiração aumenta o tempo que você consegue ficar mergulhando sem cilindro, melhora o seu condicionamento para outra práticas esportivas, principalmente as aquáticas, e faz com que você tenha mais chance de sobreviver a uma emergência na água.
Está esperando o que para treinar?

1 – Comece numa piscina.
Escolha uma profundidade rasa (altura da cintura) para facilitar a ventilação e ter apoio.
Use neoprene mesmo em água com temperatura confortável, pois com o relaxamento o corpo gasta mais energia para se manter aquecido.
Use máscara de mergulho para evitar que respire pelo nariz e engasgue.

2-Prepare pulmões e mente.
Alongue-os fora da água, dando atenção especial à musculatura que envolve a caixa torácica, a lombar e principalmente a região da nuca. Faça dois a três minutos de respiração lenta, de amplitude moderada, usando o diafragma e relaxando os músculos do abdômen. Expire devagar, longa e profundamente.

3- Tenha um supervisor ao lado.
Por meio de sinais, seu amigo deve te monitorar enquanto estiver submerso e te socorrer caso desmaie por causa da hipoxia (pouco oxigênio no sangue). Peça para ele te tocar no ombro a cada 30 segundos durante os dois primeiros minutos. Depois, a cada 15 até o terceiro minuto. Tempo máximo que você deve arriscar. Se você não responder com o sinal pré-combinado, seu amigo deve tocá-lo de novo, imediatamente. Se a falta ou a confusão do sinal persistirem, ele deve retirá-lo da água (é o começo do samba, quando há perda do controle motor).

4 – Aqueça-se.
Faça um aquecimento de três ou quatro apnéias progressivas, enquanto flutua de barriga para baixo, totalmente parado. Suba assim que tiver a primeira sensação de que precisa respirar. Na borda da piscina, descanse fazendo a respiração abdominal por dois minutos, no mínimo, e faça outra apnéia, mas sem provocar sofrimento.

5- Respire fundo.
Agora é hora de tentar o seu tempo máximo. Faça um descanso maior (cinco minutos), partindo para a ventilação abdominal nos últimos dois minutos, e completa (profunda) nos segundos finais antes da submersão. Mas não inspire até se sentir desconfortável, pois reflexos te farão expirar. A hiperventilação, quando feita a ponto de baixar demais o nível de Co2 no sangue, pode te apagar.

6- Relaxe a mente.
Ignore seu corpo e cérebro te pedindo para respirar. Relaxe na água. Percorra com a mente todo o seu corpo, observando as áreas contraídas e soltando-as aos poucos. Vale qualquer distração para não olhar o relógio (até contar azulejos). Técnicas de ioga e meditação ajudam.

7- Hora de voltar.
Quando as contrações do diafragma ficarem contínuas e insuportáveis. busque apoio para os pés e para as mãos. Não levante abruptamente, apenas retire a cabeça da água e ventile completamente, pelo menos quatro vezes, para depois se movimentar. O nível de oxigênio ao fim da apnéia é baixo e você pode desmaiar nos 20 primeiros segundos.

Medidas emergenciais.
Se você desmaiar, seu amigo deve tirar sua cabeça da água, retirar equipamentos e no máximo durante 5 segundos, aplicar o tap, talk and blow; aqueles tapinhas na cara para reanimar.
Se isso não der certo, devem ser feitas respirações boa-a-boca para desbloquear o glote.
Se o caso for mais grave, use técnicas de ressuscitação cardiopulmonar e chame o resgate.

Fonte: Revista Go Outside – Março 2008 – Pag.48

Lembrem-se, os números informados são para pessoas que no mínimo tem um bom condicionamento físico. Antes de tentar qualquer coisa desse tipo, vá correr, melhorar o seu condicionamento. Quando você estiver bem, tente treinar a apnéia, mas não precisa seguir os números falados nessa matéria, use seus próprios limites e com certeza, com o tempo você vai avançando e podendo superar cada vez mais, afinal, tudo na vida é treino e persistência.

Lembre-se que não somos mergulhadores de apnéia, isso é apenas para que em uma eventual emergência lá embaixo, você possa agüentar mais tempo sem oxigênio e segundos ou minutos podem valer sua vida ou a de alguém.

Não esqueça também a principal regra do mergulho. NUNCA PRENDA A RESPIRAÇÃO E SUBA. Ou você pode estar a caminho de um acidente de mergulho que pode levar a morte.

Espero que tenham curtido um grande abraaaço, até mais..